Feminismo, feministas de facebook e uma aula de termos


Por mais que uma discussão acerca deste tema possa estar completamente batida, sempre me deparo com algumas - muitas - pessoas que ainda sabem muito pouco sobre. Por isso também o termo feministas de facebook. Não é para soar ofensivo, caso se sinta ofendida(o), é apenas para dizer que muita gente entra na onda do que lê nas mídias sociais e, ou se contenta só com o mínimo de informação que encontra ou encontra algo completamente o contrário do que essa ideologia realmente se trata e, a partir daí começam as discussões. 

Gostaria poder ajudar a esses e outros que simplesmente não sabem mesmo, a entender melhor para que uma verdadeira opinião seja formada a partir daí. Pode ser que esse post fique confuso mas tentarei explicar tudo o melhor possível e com poucas palavras. Claro que aqui falta MUITA informação mas vim apenas dar um empurrãozinho. Não farei nenhuma enciclopédia feminista aqui, escreverei apenas o essencial, portanto se faltar algo que queiram saber, só me perguntar!

Significado: segundo o site Dicio, o feminismo é uma ideologia que defende a igualdade, em todos os aspectos (social, político, econômico), entre homens e mulheres.


Como surgiu: é bem difícil falar do assunto como se houvesse uma linha do tempo 100% correta, afinal, foi evoluindo ao londo da história com vários acontecimentos, sejam eles pequenos ou grandes. 


Ao longo dos anos, no ocidente, houveram milhares de mulheres que se rebelaram contra sua condição e muitas vezes pagaram com a própria vida. A começar pelo Tribunal da Santa Inquisição da igreja católica que por muito perseguiram mulheres que contradiziam os dogmas por ela pregados. 

O movimento tomou forma mesmo no século XIX, na Inglaterra quando mulheres se juntaram e rebelaram em busca dos seus direitos. Sua primeira conquista foi o direito ao voto - 1928, Reino Unido. O grupo foi denominado sufragistas e promoveram várias manifestações, chegando até mesmo a serem presas - algumas delas.



Mais tarde, nos anos 60, enquanto nos EUA o movimento hippie estava em ascensão com seus ideais que contrariavam os valores morais e de consumo daquela época, surgiu o primeiro debate: a pílula anticoncepcional, que por muito revolucionou a questão do poder de escolha  das mulheres. Já na Europa, que estava sofrendo uma revolução também - no caso, musical -. Betty Friedan, uma ativista feminista norte-americana, lança o livro A Mística Feminina que por muitos é considerada a bíblia do feminismo.

Desde então em vários pontos do globo foram surgindo grupos e mais grupos de mulheres que defendiam nada mais nada menos que a igualdade de direitos entre homens e mulheres.

Feministas não são aquelas que deixam os pelos das axilas grandes - só deixa quem quer, seja feminista ou não.

Feministas não querem ser superiores aos homens - até porque existem muitos homens feministas por aí.

Por essa dúvida de conceitos, lá vai uma aula de termos:
Sororidade: união entre mulheres que visa romper com o estigma de rivalidade
Empoderamento: aquisição de meios para combatermos a opressão.
Machismo: considerar a mulher inferior ao homem.
Patriarcado: de onde vem o termo machismo. Questões na história que superiorizavam o homem em relação à mulher.
Cis: pessoa que se identifica com o gênero a que foi designado ao nascer.
Trans: pessoa que não se identifica com o gênero a que foi designado ao nascer.
Sexismo: movimento que privilegia um gênero em relação ao outro - feministas NÃO são assim.
Misoginia: repúdio ao gênero e/ou orientação sexual e, muitas vezes, é ligado também à violência contra a mulher.
Misandria: repúdio ao sexo masculino e, muitas vezes, é ligado também à violência contra o homem.
Femismo: comportamento que coloca a mulher como superior ao homem.

Ainda está na dúvida do que é o feminismo ou se você se considera uma feminista? A Cynthia Semíramis criou um teste para que isso seja resolvido rapidamente:


1. Você concorda que uma mulher deve receber o mesmo valor que um homem para realizar o mesmo trabalho?

2. Você concorda que mulheres devem ter direito a votarem e serem votadas?

3. Você concorda que mulheres devem ser as únicas responsáveis pela escolha da profissão, e que essa decisão não pode ser imposta pelo Estado, pela escola nem pela família?
4. Você concorda que mulheres devem receber a mesma educação escolar que os homens?
5. Você concorda que cuidar das crianças seja uma obrigação de ambos os pais? ?
6. você concorda que mulheres devem ter autonomia para gerir seu dinheiro e seus bens?
7. Você concorda que mulheres devem escolher se, e quando, se tornarão mães?
8. Você concorda que uma mulher não pode sofrer violência física ou psicológica por se recusar a fazer sexo ou a obedecer ao pai ou marido?
9. Você concorda que atividades domésticas são de responsabilidade dos moradores da casa, sejam eles homens ou mulheres?
10. você concorda que mulheres não podem ser espancadas ou mortas por não quererem continuar em um relacionamento afetivo?


Se a sua resposta for sim, já sabe o que significa!

Ah, e quem é a Simone de Beauvoir que apareceu na prova do ENEM? Ela era uma francesa, escritora, ativista feminista e várias outras coisas. Escreveu o livro O Segundo Sexo, também muito importante no desenvolvimento dessa ideologia mas que fica para um próximo post, quem sabe.


Espero ter ajudado! Não seja uma feminista de facebook, seja uma feminista de verdade! (E aí sim poste o que defende nas redes sociais.)









5 filmes de romance para assistir no Netflix



Todo os dias que estou ociosa, acabo me rendendo ao Netflix. Cada gênero depende do momento do dia e para um domingo calminho como esse, que tal terminar o dia com um romance? Vou listar aqui os meus 5 filmes de romance favoritos, espero que gostem!



Os jovens britânicos Rosie (Lily Collins) e Alex (Sam Claflin) são amigos inseparáveis desde a infância, experimentando juntos as dificuldades amorosas, familiares e escolares. Embora exista uma atração entre eles, os dois mantêm a amizade acima de tudo. Um dia, Alex decide aceitar um convite para estudar medicina em Harvard, nos Estados Unidos. A distância entre eles faz com que nasçam os primeiros segredos, enquanto cada um encontra outros namorados e namoradas. Mas o destino continua atraindo Rosie e Alex um ao outro.


"Às vezes você não percebe que as melhores coisas que irão lhe acontecer estão ao seu lado."






Ao completar 21 anos, Tim (Domhnall Gleeson) é surpreendido com a notícia dada por seu pai (Bill Nighy) de que pertence a uma linhagem de viajantes no tempo. Ou seja, todos os homens da família conseguem viajar para o passado, bastando apenas ir para um local escuro e pensar na época e no local para onde deseja ir. Cético a princípio, Tim logo se empolga com o dom ao ver que seu pai não está mentindo. Sua primeira decisão é usar esta capacidade para conseguir uma namorada, mas logo ele percebe que viajar no tempo e alterar o que já aconteceu pode provocar consequências inesperadas.

"Ninguém pode prepará-lo para o amor e para o medo."



Oliver (Ashton Kutcher) e Emily (Amanda Peet) se conhecem em um vôo que cruza os Estados Unidos. Ele é um recém-formado que procura seguir um cronograma rígido para sua vida, de forma que consiga alcançar sucesso profissional o mais rapidamente possível e também encontrar o amor de sua vida. Ela é espontânea e indisciplinada, do tipo que prefere ver aonde a vida leva ao invés de fazer planos para o futuro. Oliver e Emily imediatamente sentem atração um pelo outro, mas as características de ambos são incompatíveis. Durante os sete anos seguintes eles se encontram periodicamente, mas tudo parece conspirar para que eles sempre estejam separados.

"Bem quando eu começava a gostar de você, você vai embora."




Henry DeTamble (Eric Bana) conheceu Clare Abshire (Rachel McAdams) quando tinha apenas 6 anos, em um campo perto da casa de seus pais. Logo eles se tornaram grandes amigos, avançando para confidentes e depois amantes. Só que há um problema: o futuro de Clare é o passado de Henry. Ele é um viajante do tempo, devido a uma modificação genética rara que o faz levar a vida sem saber em que época estará. O fato de Henry conhecer o futuro sempre incomodou Clare, mas agora a situação se inverteu. Quando Henry volta no tempo para encontrar Clare aos 6 anos, é ela que, em sua fase adulta, sabe qual será o futuro de seu amado.

"Eu não mudaria nada. Não abriria mão de um único instante de nossa vida juntos."




Birdee Pruitt (Sandra Bullock) volta para a sua cidade natal após descobrir que seu marido está tendo um caso com sua melhor amiga. Todos da região sabem do ocorrido, pois o relacionamento foi divulgado em um programa de TV. Agora, ela precisa lidar com antigos conhecidos e um romance do colégio, enquanto tenta se recuperar para formar sua nova vida com sua filha Bernice.

"Você acha que por trás de cada chance há uma outra? Gastar uma chance dessas é a pior extravagância."

Gostaram dos títulos? Um ótimo fim de tarde!

E se você tivesse menos de 1 dólar por dia para viver?


E se você tivesse menos de 1 dólar por dia para viver? Conseguiria?

Segundo uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, cerca de 1,1 bilhão de pessoas no mundo possuem menos de 1 dólar por dia para sobreviver, cada. São centenas de comunidades carentes ao redor do mundo que passam despercebidas diante dos nossos olhos. Como é a vida dessas pessoas?

Para sanar essa dúvida, dois amigos estudantes de Desenvolvimento Internacional, nos Estados Unidos, foram ao vilarejo de Peña Blanca, na Guatemala para experimentar como seria viver nas mesmas condições que os moradores daquela região. Junto a dois outros amigos que os auxiliaram na filmagem, os quatro ficaram 8 semanas viveram com tão pouco quanto quem entrevistaram.



Nos primeiros dias, como possuíam pouco dinheiro, tiveram que lidar com o choque que seria comer em menos quantidade e com nutrientes escassos. Até se adaptarem, a fadiga se tornou constante. Fizeram também um sistema de sorteio diário, no qual o número que saísse seria o que eles poderiam gastar no dia, podendo chegar até mesmo a zero.



Logo mais visitaram a escola da comunidade. O ensino, que não era um dos melhores, ainda sim era um desafio para as famílias. A falta de condições financeira para manter os filhos na escola fazia com que 40% dos alunos se ausentassem das aulas para trabalhar no campo. Com esse tipo de vida, jovens por todo o mundo perdem o direito de realizar os seus sonhos e entram para uma rotina pesada já no início das suas vidas.




No período em que estiveram lá, mesmo querendo muito ajudar, o máximo que os estudantes puderam fazer foi ensinar inglês às crianças do vilarejo, o que já foi de grande ajuda. Em forma de gratidão, uma família serviu, com tudo de melhor que tinha, um jantar muito especial para os jovens. Um prato típico da região que só é servido nas duas ocasiões mais especiais do ano o que, para os estudantes, foi uma honra!

Mesmo com quase nada a oferecer, eles ofereciam tudo o que tinham e, principalmente, seu carinho e generosidade. Mesmo com tantos problemas no cotidiano, essas famílias de Peña Blanca deram um show no quesito virtudes. Enquanto muitos têm tudo e nada dividem, eles quase nada tinham mas tudo o que tinham, ofereciam. Sempre tentando agradar a quem gostavam. E, ao final, como forma de agradecimento, os quatro jovens doaram uma plantação de rabanetes que haviam feito quando chegaram a essas pessoas que os ajudaram.



Você já se imaginou vivendo nas mesmas condições que eles? Você pratica o mínimo de altruísmo com todos à sua volta? Esse documentário prova que não ter condições de ajudar o próximo é, muitas vezes, só mais uma desculpa.

Mais tarde, os co-fundadores do filme fundaram uma ONG com o mesmo nome do longa para atrair não só a atenção para uma causa mas também para juntar doações para instituições. Ajude você também clicando aqui.

Gostou? Deixe seu comentário e acompanhe abaixo o filme na íntegra aqui.




Nota: estamos de volta!


Depois de um longo período sem postagens o blog volta a todo vapor mas com algumas modificações. Algumas das categorias serão alteradas para que um melhor conteúdo seja levado a vocês. A partir dessa semana os posts voltarão a vigorar e, em breve, mais uma novidade super bacana para vocês, aguardem.

Sobre tatuagens



Quando o assunto é tatuagem, há quem seja a favor e contra. Eu, pessoalmente sou a favor. Não em exageros, não de um corpo tão colorido quanto as calças dos Restart, mas de algo que realmente valha à pena ser gravado no corpo.

Assim como atualmente a fotografia é considerada arte, a tatuagem também deveria ser. Ela pode muitas vezes não ser algo original, mas faz - quase sempre - do ser humano que a carrega, um ser único. Afinal, assim como o que você faz ou veste, ela define quem você é. Claro que ninguém precisa sair por aí rotulado com desenhos que interpretem sua personalidade, mas a maior semelhança de uma tattoo com a fotografia é poder gravar momentos ou pensamentos que um dia foram importantes em nossa vida. E quem não gosta de lembranças? Eu, particularmente, me delicio com elas.

Penso que toda tatuagem deve haver um significado, seja ele geral ou pessoal. Por que? Porque não sou a Barbie para viver apenas de aparências. Imagine só viver fadado a se perguntar o porquê de ter desenhado algo no seu corpo só por ter sido considerado bonitinho algum dia. Seria como andar por aí com uma enorme espinha na cara. Algo estranho até mesmo a você.

Por essa razão sempre penso antes de decidir minha próxima tatuagem - sendo que nem mesmo fiz a primeira. Seria algo voltado para meu pessoal, aquele cotidiano racional que se repete desde que me entendo por gente. Seja isso ou sejam metas de vida que um dia valerão à pena. Abaixo exemplos das tatuagens que quero fazer:

  1. Borboleta: algo banalizado até, mas que se refere à transformação e eu sou o tipo de pessoa que vive em constante mudança.
  2. Cogli l'attimo: expressão em italiano que significa aproveite o momento. Semelhante ao tão famoso Carpe Diem, porém, na minha língua favorita. É o tipo de coisa que busco sempre fazer da vida; aproveitar cada momento.
  3. Alquimia mental: esse símbolo se refere ao ato de ter atitudes positivas na vida, sem esperar nada em troca. De pensar o bem e de fazer o bem, que é algo que procuro fazer na medida do possível.
  4. Chinês: as escritas em chinês se baseiam nos cinco mandamentos iniciais do livro A Arte da Guera, de Sun Tzu. Doutrina, tempo, espaço, comando e disciplina. Palavras que carregam consigo uma grande força. Claro que foram escritas para a aplicação na guerra. Agora coloque-as no cotidiano; seriam palavras perfeitas para descrever uma meta de vida. Como ir bem na vida - não falo somente financeiramente - seguindo conceitos bobos que passam despercebidos.
Depois de um tempo, mais precisamente na velhice, você já terá vivido tudo o que quis e seu corpo será como um álbum de fotos: cheio de lembranças. Então, antes de desenhar qualquer coisa, pense no que você vai gostar de se lembrar.



DIY: Marcador de páginas de coração



Há cerca de um mês estava descendo a timeline do facebook e me deparei com uma imagem-tutorial ensinando a fazer esse tipo de marcador. Salvei aqui e deixei pra lá, mas como sempre perco meus marcadores e cansei de ir na livraria pegar ou comprar, resolvi fazer esse, adorei o resultado e vim compartilhar para quem se interesse.

Você vai precisar de uma régua, um papel de presente qualquer, um durex (fita adesiva) e uma tesoura.


Com a régua, meça o papel nas medidas 12,5cmx6cm e o recorte.


Com o papel recortado, dobre-o ao meio na vertical formando uma tira, como na imagem abaixo.


Dobre-o novamente ao meio, só que dessa vez na horizontal.


Desfaça a última dobradura (feita apenas para marcação) e dobre na diagonal como na imagem abaixo.


Faça o mesmo do outro lado.


Prenda o meio com a fita adesiva na parte traseira (e na frontal também, se quiser).


Corte o meio na parte superior formando um triângulo.


Com o durex, prenda as pontas laterais formando o coração.


Prontinho!





As ilustrações (fofas) da Laura Arruda

Laura Arruda acabou de fazer 18 anos e mora em Arroio dos Ratos, no Rio Grande do Sul, com os seus pais. Estuda moda na capital do estado e tem um grande dom para ilustrações. Desde Julho do ano passado (2013) ela vem aprendendo como fazer os desenhos mais fofos que já vi e tudo isso ela aprendeu sozinha! O que mais me encantou nela, foi essa história de seguir os seus sonhos e correr atrás do que quer.



Ela produz banners, cabeçalhos para sites/blogs, logomarcas, cartões de visita, ilustrações simples, ícones para sites/blogs e ilustrações inspiradas em fotos e tudo num dos preços mais acessíveis! Vamos conferir?













Esse ano a Laura está planejando fazer um intercâmbio para Milão, na Itália, para continuar estudando moda lá! Sonho de qualquer garota não? Espero que dê tudo certo!



Deseja ver mais? Clique aqui para ver o seu portfólio. Gostou do trabalho dela? Entre em contato: laura_arruda_@hotmail.com | Facebook 




Projeto: O Lado Bom da Vida

Foto: Bruna Della Torre


Você costuma mostrar gratidão às pequenas coisas no seu dia-a-dia que te enchem de felicidade ou é mais um dos que estão sempre insatisfeitos? O projeto O Lado Bom da Vida vêm com o objetivo de incentivar todos a enxergarem o lado bom das coisas. 

Como funciona?
O projeto será realizado por meio de um caderno que passará pelas mãos de 6 blogueiras durante o ano de 2014(de Janeiro a Dezembro), ficando com cada uma por aproximadamente 2 meses e deverá conter agradecimentos diários escritos por quem estiver com ele. Agradecimentos simples como: "Sou grata pela bela manhã ensolarada", "Sou grata pelos sorrisos que recebi hoje" e qualquer coisa semelhante. Não importa o quê, desde que sejamos gratas.

Qual o objetivo?
O objetivo é de incentivar as blogueiras e os leitores a enxergarem o lado bom da vida e a serem gratos pelas pequenas coisas, pois elas que realmente valem à pena. Quem sabe não nos tornaremos pessoas melhores depois que o caderno viajante passar por nós?

Os outros blogs participantes são:

Acompanhe todos os blogs durante o ano para ficar por dentro das novidades e do que somos gratas. Seja mais feliz. Encontre um sorriso nos pequenos detalhes do seu dia.



Game: Badland

Este é o meu primeiro post no blog. Sou Carlo Volpi, tenho 20 anos, curso Engenharia de Computação, sou fissurado em tecnologia, especialmente móbile e games e namoro a Luiza, dona do blog.
Hoje vou dar uma dica de um jogo excelente para android, Badland, um jogo simples, com controles intuitivos e muito viciante.

Inicialmente lançado para iOS, o jogo conta com uma atmosfera atrativa e obscura, para se movimentar só clicar em qualquer lugar da tela repetitivamente para fazer o monstrinho voar ou segurar para que ele suba e role aonde tocar. O objetivo é ir voando para o final da fase desviando de obstáculos e pegando itens que o ajudem em sua jornada. Os itens vão desde criar clones seus para que apenas um sobreviva através de serras negras até itens que deixam o jogo em câmera lenta. Badland conta com 60 fases no “Day 1” e é grátis. Caso queira o jogo sem propagandas e com o “Day 2” você pode comprar o pacote Premium por apenas R$6,46. São 2 únicos pontos negativos. As propagandas podem ser retiradas comprando o pacote Premium e o segundo é que há quem ache o jogo repetitivo, mas no meu ver, há itens e obstáculos diferentes a cada fase que você passa então é diversão na certa e é ótimo para passar o tempo.