Minha vida faz todo o sentido

julho 18, 2016

No domingo da semana passada, fui à peça do youtuber Felipe Neto e resolvi comentar com vocês aqui. Sei que já se passou um tempo mas a postagem que deveria sair no dia seguinte simplesmente desapareceu, então cá estou eu aqui novamente. Quero deixar claro que isso se trata da minha opinião e do que consegui refletir com ela, nenhum publi, apesar de eu indicar essa peça a todos os jovens, principalmente.
Foto: Reprodução/Minha Vida Não Faz Sentido - Belo Horizonte
Ao meu ver, foi uma mistura de autobiografia e standup. Naquele jeito que o Felipe tem de falar o que pensa ou acontece com uma pitada de humor mas que, dessa vez, me fez refletir bastante. Ao se tratar dele, penso que evoluiu exorbitantemente a mentalidade e seu senso crítico. Mesmo com tanta piada e revolta com a sociedade, ele aprendeu a lidar com ela de uma maneira diferente e mais respeitosa. Antes de ver o debate com o Feliciano e ir à peça, confesso que não gostava nenhum pouco dele pela maneira como fala, mas vi que estava enganada. E durante todo o espetáculo senti como se ele quisesse se redimir pelas coisas que já fez e se arrepende, e mostrar que o Felipe da frente das câmeras não é o mesmo Felipe da vida real. 

Como não sei se posso - nem quero - falar da peça como um todo, me adentrarei aos detalhes que me chamaram a atenção e me fizeram refletir muito sobre a minha vida e a vida dos jovens de hoje. Essa nossa geração, mesmo com excesso de informação disponível por aí, absorve muito pouco do que vê, muitas vezes por puro desinteresse. Eu mesma gostaria de absorver muito mais do que costumo, mas são textos demais, vídeos demais e uma disputa cada vez mais acirrada de "quem sabe argumentar melhor". Esse conflito interior e com o o que nos rodeia trás um sentimento extremamente sério: o MEDO. Medo de não se dar bem, medo de não ser bom o suficiente. 

É com esse medo que costumamos viver todos os dias. Você pode dizer que não, mas com toda certeza espera uma aprovação social das coisas que faz. Não digo que dependa disso para agir ou que faça tudo para agradar os outros mas uma hora ou outra já quis que aprovassem o seu feito e se aquilo foi visto com maus olhares, você já ficou abalado. Pode ser uma música que compôs, um texto que escreveu, pode ser agora ou na infância... Qualquer coisa! E essa necessidade de ser sempre bom em tudo e de ser bem sucedido naquilo que faz com que alguns de nós, algumas vezes se esqueçam do seu foco real e optem por aquilo que é mais fácil.

Eu mesma, como é de se notar, comecei esse blog em 2013 e só agora tive coragem de continuar. Não porque não gosto de escrever ou não tenho disciplina, mas porque sempre tive medo de ser julgada. Estranhamente, essa peça veio justo no momento que eu mais precisava, já que havia acabado de voltar pra esse meu cantinho que tanto amo. Me deu mais forças ainda para continuar. Nela, o youtuber fala bem disso. Das coisas que fez e que deixou de fazer. Que ele pode estar no topo agora, mas que lutou muito para chegar aonde chegou.

Ninguém nasce bom o suficiente para nada, torna-se bom. Então, se não deu certo na primeira, na segunda ou na terceira vez, não desanime. Corra atrás dos seus sonhos que uma hora há de dar certo. Não é porque o mercado exige uma coisa de nós que devemos nos esquecer do que realmente amamos em vista do lucro. Muitas vezes, devemos fazer o mais simples: buscar uma forma de unir o útil ao agradável. 

E se você duvida, vai lá um exemplo: o Ela Quer Ser entre 2013 e 2014 foi um fiasco. Não tinha quase que acesso nenhum e um conteúdo um tanto quanto superficial - eu tentava agradar os outros e não a mim... O conteúdo se tornou repetitivo em relação aos blogs que via por aí - e o de hoje, duas semanas após o seu retorno já possui um alcance 95% maior. Muita gente tem se interessado mais por aqui exatamente por eu ter deixado o medo de lado e cuidado mais desse espaço.

Eu só peço a você que deixe essa história de amanhã eu começo e comece a fazer hoje a diferença. Comece hoje a ir atrás do que realmente gosta que uma hora ou outra há de dar certo. 

Obs.: segue uma foto que tirei em grupo com ele pra provar que fui mesmo rs
Foto: Reprodução/Minha Vida Não Faz Sentido - Belo Horizonte

Empreendedorismo: 8 livros que você DEVE ter na sua estante

julho 07, 2016


Atualmente tem sido cada vez mais corriqueiro vermos novos empreendimentos surgindo por aí, não é mesmo? Parece que a crise econômica força a nossa criatividade a subir a um novo patamar. Pensando nisso, selecionei alguns dos livros que já li e outros que me foram indicados ao longo do tempo que são excelentes para tratar de temas como empreendedorismo, estratégia e liderança. Pacote completo para - pelo menos tentar - dar uma engajada nos negócios.

1. Box: O Essencial da Estratégia

1.1 A Arte da Guerra - Sun Tzu

Um dos mais essenciais livros de estratégia e liderança. Nele, Sun Tzu trás alguns ensinamentos militares para se tornar um bom general na China imperial. Fazendo uma leitura aos modos contemporâneos, podemos nos tornar bons líderes e alcançarmos nossas metas.

O general chinês adota as principais virtudes como sendo a doutrina, o tempo, o espaço, o comando e a disciplina. Fazendo essa reinterpretação aos ideias capitalistas atuais, temos a aplicação do planejamento, política de custo, benefício, eficiência, comunicação, adaptabilidade, persuasão e espionagem. Basta apenas substituir os termos militares como terreno, inimigo, comandante e afins por outros como organização, ambiente, concorrente e líder, por exemplo. Excelentes ideias a serem aproveitadas no cenário econômico atual.

Como sun Tzu mesmo disse, nem todos podem ser generais, apenas os que possuem as cinco virtudes: integridade - coerência entre as palavras e as ações - , coragem - para tomar decisões firmes e consistentes em momentos críticos -, gentileza -respeitando cada integrante da organização e visando seu bem-estar -, disciplina -não se deve querer ganhar apenas a gratidão dos demais, deve-se também manter a ordem- e sabedoria -que se traduz em compreender a empresa e o ambiente, ser flexível e não seguir as regras convencionais, e tomar atitudes sempre que necessário. Só com tais virtudes é possível superar as fraquezas que afetam o processo de tomada de decisões: imprudência, insegurança, volatilidade, sensibilidade excessiva a críticas e indulgência. 

E o melhor de tudo: sua leitura é extremamente rápida.

1.2 O Príncipe - Maquiavel


"Toda ação é designada em termos do fim que se procura atingir".

O Príncipe foi escrito para qualquer um que estivesse governando um Estado e o auxilia a manter o seu governo de maneira eficiente e duradoura.Tal eficiência é a base da ciência política criada por Maquiavel.Inicialmente o livro descreve os diferentes tipos de Estado e como cada um afeta o cotidiano no governo do príncipe. Ensina também como um príncipe deve conquistar um Estado e manter o dommínio sobre tal.A interpretação destes tipo de textos ajudam-nos na medida em que nós somos os juízes finais. 

Sendo bem interpretado, este livro torna-se também essencial à estratégia e à liderança não só na economia mas, claro, na política.

1.3 O Livro dos Cinco Anéis - Miyamoto Musashi

Novamente, uma leitura de contextualização. Os ensinamentos desse já são um pouco óbvios em relação aos demais do box, mas nunca é tarde demais para lembrar de determinados assuntos. Leitura rápida e divertida - já que o texto é antigo e voltado para samurais. Seus maiores ensinamentos são: "Quanto mais você praticar, melhor vai ficar;Para ser bom, é preciso dominar técnicas e leis;Você deve aperfeiçoar-se em suas atividades;Ferramentas são inúteis se você não souber usá-las;Você deve manter-se calmo em qualquer circunstância;Você deve estar pronto para qualquer situação crítica da sua vida."

2. Como os Gigantes Caem - Jim Collins

Uma importante análise do início e do declínio de uma coorporação. A principal mensagem que o autor deixa aos leitores é: "não somos prisioneiros das circunstâncias, de nossas dificuldades, nossa história, nossos erros ou até derrotas descomunais do longo caminho. Somos libertados por nossas escolhas."

O livro trás os cinco estágios que uma empresa passa para o seu declínio - segundo pesquisas, nem todas chegam ao quinto estágio. Uma excelente leitura para refletir e não cometer os mesmos erros.

3. O Monge e o Executivo - James C. Hunter

"Leonard Hoffman, um famoso empresário que abandonou sua brilhante carreira para se tornar monge em um mosteiro beneditino, é o personagem central desta envolvente história criada por James C. Hunter para ensinar de forma clara e agradável os princípios fundamentais dos verdadeiros líderes. Se você tem dificuldade em fazer com que sua equipe dê o melhor de si no trabalho e gostaria de se relacionar melhor com sua família e seus amigos, vai encontrar neste livro personagens, idéias e discussões que vão abrir um novo horizonte em sua forma de lidar com os outros. É impossível ler este livro sem sair transformado. O Monge e o Executivo é, sobretudo, uma lição sobre como se tornar uma pessoa melhor."

4. Geração de Valor - Flávio Augusto da Silva

"Desde que nascem, as pessoas são treinadas para agir de acordo com o senso comum. O ensino convencional as estimula a buscar segurança, e não liberdade. Com medo de se arriscar, a maioria segue o fluxo da boiada e sonha pequeno, optando por conseguir um emprego estável e passar anos financiando a casa própria. Flávio Augusto também sofreu todas essas pressões, mas conseguiu sair da conformidade bem cedo. 

De uma família simples da periferia do Rio de Janeiro, aos 23 anos, escolheu o caminho do empreendedorismo, criou uma escola de inglês que deu origem à bem-sucedida rede Wise Up e logo se tornou um dos mais jovens bilionários brasileiros. Indignado com o modelo imposto pelo senso comum, Flávio resolveu arregaçar as mangas e mostrar às pessoas que é possível pensar de forma diferente. Para difundir sua mentalidade vitoriosa, criou o projeto Geração de Valor e começou a compartilhar seus conhecimentos no Facebook, no YouTube, no Twitter e em um blog, inspirando milhões de pessoas. Não tenha dúvida; o empreendedorismo é para todos, tanto para quem estudou em Harvard como para quem se formou em Tribobó do Oeste. 

O sucesso, como Flávio costuma dizer, é uma ciência exata que qualquer um pode aprender. Portanto só depende de você conquistar o que deseja. O livro traz uma seleção dos textos mais afiados e das charges mais provocadoras do Geração de Valor e é uma oportunidade de enxergar o mundo de outra forma."

5. Feitas Para Durar - Jim Collins

"'Feitas para durar' trata de algo muito mais importante, duradouro e substancial - as empresas visionárias. Elas são instituições líderes em seus setores, muito admiradas pelas outras empresas da área e com um longo registro de impactos significativos sobre o mundo à sua volta."

6. Good to Great - Jim Collins

"Considerado, pela Time Magazine, um dos livros de negócios mais importantes de todos os tempos, esta obra seminal de Jim Collins responde a seguinte pergunta: Como empresas boas, medianas e até ruins podem atingir uma qualidade duradoura? 

Empresas feitas para vencer mostra como as grandes empresas triunfam no decorrer do tempo e como o desempenho sustentável a longo prazo pode ser inserido no DNA de uma organização desde sua concepção. 

Collins apresenta exemplos que desafiam a lógica e transformam a mediocridade em uma superioridade duradoura. O autor apresenta também quais são as características universais que levam uma empresa a se tornar excelente e outras não.

Os resultados do estudo irão surpreender muitos leitores e lançar novas abordagens sobre quase todas as áreas da gestão."

7. O Poder do Hábito - Charles Duhigg

"Segundo o autor, a chave para se exercitar regularmente, perder peso, educar os filhos, tornar-se mais produtivo, criar empresas revolucionárias e alcançar o sucesso é entender como os hábitos funcionam. Ele procura mostrar que, ao dominar esta ciência, todos podem transformar suas empresas e suas vidas."

8. Vencedoras por Opção - Jim Collins

"Este livro busca enumerar princípios para construir uma empresa de sucesso em tempos tidos como imprevisíveis e tumultuados. Os autores procuraram estudar companhias que alcançaram sucesso em cenários caracterizados por mudanças bruscas em que os gestores não podiam prever nem controlar. Depois, pretenderam comparar o desempenho dessas empresas com o de outras que não tiveram sucesso neste mesmo mercado. A obra visa apresentar este resultados, tais como o estilo dos líderes das empresas de sucesso, inovação, o problema em seguir com velocidade decisões e ações."

Se você já leu algum desses, me conte o que achou! Espero que tenham gostado e boa leitura!

A gente briga, mas se entende

julho 04, 2016

Foto: Reprodução/Tumblr
Eu estou aqui. Não importa quantas brigas ocorram entre nós, eu sempre estarei aqui.  

É estranho dizer isso, mas depois desse tempo todo que passamos juntos, há pouco me peguei questionando se ainda o amava. Aquelas borboletas na barriga se foram há tempos, aqueles seus pequenos defeitos começaram a incomodar e, de repente, tornou-se comum nos desentendermos.  

Inúmeras vezes pensei em dar um fim a nós dois, como se isso pudesse resolver uma coisa que talvez estivesse apenas em mim, ou em você. Se valeria à pena eu não sei, só sei que resisti. Às vezes resistir e lutar por algo, pode mostrar se aquilo realmente vale à pena. 

Acho que um relacionamento pode ser tratado como um teste de resistência. Só conhecemos as pessoas depois de convivermos muito com elas, e foi o que aconteceu com a gente. Você e esse seu jeito desajeitado para as coisas muitas vezes me tiraram do sério, e por muito isso nos desgastou. 

Desaprendi a te dar valor e você se foi. Mesmo nos vendo com uma certa frequência, a sua ausência nos meus dias trouxe à tona uma série de lembranças - dos momentos bons. Comecei a reparar nos pequenos detalhes que faziam cada dia, um dia mais feliz. E aí veio aquela perguntinha básica: o que é o amor? 

Mesmo com vários sinônimos, esse sentimento abstrato passa a fazer mais sentido quando entramos em crises como essas. Amor é quando a gente deixa o outro livre pra seguir o caminho que quiser e faz de tudo para que ele seja feliz com a própria escolha.  

É como se você fosse um passarinho e eu o quisesse aqui, bem no meu peito. E eu torço para que seja assim. Quero apenas que saiba que de tudo farei para que seu ninho seja aqui, ao meu lado, e que de tudo farei pra gente dar certo.

Você se lembra quando tudo começou? Foi tudo por acaso, como deveria ser. Bonito mesmo é quando tudo acontece por acaso. Sem data, sem horário, apenas coincidências, ou então o destino. E quero que voltemos a nos dar tão bem quanto nos dávamos antes. 

Depois de tanto procurar por aí, encontrei você e descobri que já não havia espaço para mais ninguém. Como já dizia a Mallu, eu preciso de você aqui pra me fazer feliz. Preciso do teu sorriso, da tua boca, do teu cheiro, do teu sabor, do teu abraço e do teu carinho. E prometo que trarei tudo isso em dobro. A gente briga, mas se entende. A gente grita, mas de amor. 

Nada melhor que o calor do teu corpo ao me acordar pela manhã e aquele cheirinho de café que só você faz como eu gosto. Ninguém sabe fazer nada como eu gosto, só você. É de você que eu gosto.

Depois de um tempo a gente aprende que as borboletas no estômago nunca se foram, elas só se manifestam de maneiras diferentes, no nosso dia-a-dia. Eu aprendi que não há nada melhor que esse teu jeito desajeitado, que nós valemos à pena e que se nos desentendemos, é porque nos entendemos demais.