Sobre tatuagens

abril 18, 2014


Quando o assunto é tatuagem, há quem seja a favor e contra. Eu, pessoalmente sou a favor. Não em exageros, não de um corpo tão colorido quanto as calças dos Restart, mas de algo que realmente valha à pena ser gravado no corpo.

Assim como atualmente a fotografia é considerada arte, a tatuagem também deveria ser. Ela pode muitas vezes não ser algo original, mas faz - quase sempre - do ser humano que a carrega, um ser único. Afinal, assim como o que você faz ou veste, ela define quem você é. Claro que ninguém precisa sair por aí rotulado com desenhos que interpretem sua personalidade, mas a maior semelhança de uma tattoo com a fotografia é poder gravar momentos ou pensamentos que um dia foram importantes em nossa vida. E quem não gosta de lembranças? Eu, particularmente, me delicio com elas.

Penso que toda tatuagem deve haver um significado, seja ele geral ou pessoal. Por que? Porque não sou a Barbie para viver apenas de aparências. Imagine só viver fadado a se perguntar o porquê de ter desenhado algo no seu corpo só por ter sido considerado bonitinho algum dia. Seria como andar por aí com uma enorme espinha na cara. Algo estranho até mesmo a você.

Por essa razão sempre penso antes de decidir minha próxima tatuagem - sendo que nem mesmo fiz a primeira. Seria algo voltado para meu pessoal, aquele cotidiano racional que se repete desde que me entendo por gente. Seja isso ou sejam metas de vida que um dia valerão à pena.
Depois de um tempo, mais precisamente na velhice, você já terá vivido tudo o que quis e seu corpo será como um álbum de fotos: cheio de lembranças. Então, antes de desenhar qualquer coisa, pense no que você vai gostar de se lembrar.


4 Comentários:

  1. Muito bom! :D Também vejo dessa forma as tatuagens, contar a nossa vida através dos desenhos! Quero muito fazer a minha primeira, também!!

    ResponderExcluir
  2. Passei e encontrei o seu blog, estive a ver e ler algumas coisas, não li muito, porque espero voltar mais algumas vezes,
    mas deu para ver a sua dedicação e sempre a prendemos ao ler blogs como o seu.
    Se me der a honra de visitar e ler algumas coisas no Peregrino e servo ficarei radiante,
    deixe um comentário, e se desejar fazer parte de meus amigos virtuais, esteja à vontade, irei retribuir.
    Mas por favor não se sinta coagida, siga apenas se desejar. Abraço.
    António.

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Tatuagens são artes sim! Penso como você. Tem que ser bem pensado, eu mesma não tenho nenhuma, já tive muita vontade de fazer, porém não fiz porque sabia que não seria algo que eu sentiria certeza em ter pra sempre em mim. Amo nos outros, mas aquelas que realmente tem uma história por trás.
    Amei seu post e o seu debate sobre o assunto.
    Beijos!
    Sonhos na Bolsa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E em você, gostaria de fazer também? Se sim, me conte qual depois! E muito obrigada, beijo!

      Excluir

Diga-nos o que achou do post.