E se você tivesse menos de 1 dólar por dia para viver?

janeiro 05, 2016


E se você tivesse menos de 1 dólar por dia para viver? Conseguiria?

Segundo uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, cerca de 1,1 bilhão de pessoas no mundo possuem menos de 1 dólar por dia para sobreviver, cada. São centenas de comunidades carentes ao redor do mundo que passam despercebidas diante dos nossos olhos. Como é a vida dessas pessoas?

Para sanar essa dúvida, dois amigos estudantes de Desenvolvimento Internacional, nos Estados Unidos, foram ao vilarejo de Peña Blanca, na Guatemala para experimentar como seria viver nas mesmas condições que os moradores daquela região. Junto a dois outros amigos que os auxiliaram na filmagem, os quatro ficaram 8 semanas viveram com tão pouco quanto quem entrevistaram.



Nos primeiros dias, como possuíam pouco dinheiro, tiveram que lidar com o choque que seria comer em menos quantidade e com nutrientes escassos. Até se adaptarem, a fadiga se tornou constante. Fizeram também um sistema de sorteio diário, no qual o número que saísse seria o que eles poderiam gastar no dia, podendo chegar até mesmo a zero.



Logo mais visitaram a escola da comunidade. O ensino, que não era um dos melhores, ainda sim era um desafio para as famílias. A falta de condições financeira para manter os filhos na escola fazia com que 40% dos alunos se ausentassem das aulas para trabalhar no campo. Com esse tipo de vida, jovens por todo o mundo perdem o direito de realizar os seus sonhos e entram para uma rotina pesada já no início das suas vidas.





No período em que estiveram lá, mesmo querendo muito ajudar, o máximo que os estudantes puderam fazer foi ensinar inglês às crianças do vilarejo, o que já foi de grande ajuda. Em forma de gratidão, uma família serviu, com tudo de melhor que tinha, um jantar muito especial para os jovens. Um prato típico da região que só é servido nas duas ocasiões mais especiais do ano o que, para os estudantes, foi uma honra!

Mesmo com quase nada a oferecer, eles ofereciam tudo o que tinham e, principalmente, seu carinho e generosidade. Mesmo com tantos problemas no cotidiano, essas famílias de Peña Blanca deram um show no quesito virtudes. Enquanto muitos têm tudo e nada dividem, eles quase nada tinham mas tudo o que tinham, ofereciam. Sempre tentando agradar a quem gostavam. E, ao final, como forma de agradecimento, os quatro jovens doaram uma plantação de rabanetes que haviam feito quando chegaram a essas pessoas que os ajudaram.



Você já se imaginou vivendo nas mesmas condições que eles? Você pratica o mínimo de altruísmo com todos à sua volta? Esse documentário prova que não ter condições de ajudar o próximo é, muitas vezes, só mais uma desculpa.

Mais tarde, os co-fundadores do filme fundaram uma ONG com o mesmo nome do longa para atrair não só a atenção para uma causa mas também para juntar doações para instituições. Ajude você também clicando aqui.

Gostou? Deixe seu comentário e acompanhe abaixo o filme na íntegra aqui.




1 Comentários:

Diga-nos o que achou do post.