Seja o teu sol

setembro 10, 2016

Foto: Marina Campos Fotografias/Reprodução
Moça(o), ao longo da vida haverá dezenas ou até mesmo centenas de pessoas querendo lapidar o seu ser e diga-se de passagem, a lapidação tanto de nossa aparência quanto da personalidade é essencial, mas só é autêntica quando vêm de dentro. Haverá atitudes suas que não agradarão aos demais, sejam próximos ou não. Haverá atitudes suas que colocarão seus próprios ideais em jogo, seus próprios princípios à mercê do julgamento alheio - ou próprio. Haverá pessoas que querem apagar a sua luz - mesmo que sem essa intenção - e haverá pessoas a fim de acendê-la. Quem você deixa entrar, é escolha sua.

O jogo da vida é mais simples do que parece, mas precisamos evitar os nossos impulsos, eles estragam tudo - mas nos provam muito também. É na hora do impulso, do erro, que são colocadas à prova quem é, quem já foi e quem um dia há de ser. E entenda, o que acontece ou deixa de acontecer, não é trabalho do destino, mas seu.

Não deixe que lhe digam o que fazer, que comandem a sua vida e não faça o mesmo com os demais. A liberdade do ser é primordial. Quem realmente  a(o) quiser, estará lá sempre, por você. E se, em algum momento, a sua felicidade significar a infelicidade do outro, dê um jeito de equilibrar as coisas.

Por isso, seja o teu sol. Seja você o guia da sua jornada. Não se limite e não se esqueça de contagiar os demais. Ilumine a sua vida, ilumine a vida de quem está ao seu redor.

0 Comentários:

Postar um comentário

Diga-nos o que achou do post.